Fábio Dantas Terapeuta - Todos os direitos reservados

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Spotify - Black Circle

A vida é como uma viagem de trem



Adaptando um texto de autoria desconhecida, imaginemos que nossa vida é uma viagem de trem, cheia de embarques e desembarques, acidentes, agradáveis surpresas em muitos embarques e grandes tristezas em outros.


Quando nascemos, ao embarcarmos nesse trem nos deparamos com algumas pessoas que, julgamos, estarão nessa viagem conosco: nossos pais. Infelizmente em alguma estação eles desembarcam, deixando-nos órfãos de seus carinhos, proteção, amor e afeto. Todavia, isso não impede que durante o percurso, pessoas que se tornarão muito especiais para nós embarquem. Chegam então nossos irmãos, amigos, filhos e amores inesquecíveis.


Muitas pessoas embarcarão nesse trem apenas a passeio, outros encontrarão no seu trajeto somente tristezas e ainda outras circularão por ele prontos a ajudar quem precise. Outros tantos viajam no trem de tal forma que, quando desocupam seus assentos, ninguém sequer percebe.


Curioso é considerar que alguns passageiros, que nos são tão raros, acomodam-se em vagões diferentes do nosso. Isso nos obriga a fazer essa viagem separados deles, mas não nos impede de atravessarmos nosso vagão e chegarmos até eles.


E assim seguimos nossa viagem, cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, despedidas.

Na certeza de que esse trem não vai voltar, devemos fazer essa viagem da melhor maneira possível, tentando nos relacionar bem com os outros passageiros, procurando em cada um deles o que tiverem de melhor, lembrando sempre que em algum momento eles poderão fraquejar e precisaremos entender, porque provavelmente também fraquejaremos e com certeza haverá alguém que nos acudirá com seu carinho e sua atenção.


O grande mistério, afinal, é que não sabemos em qual parada desceremos, muito menos nossos companheiros de viagem. Então paramos para pensar se quando descermos desse trem sentiremos saudades... Acredito que sim, pois deixar nossos companheiros, filhos e amigos seguirem a viagem sem nossa companhia será no mínimo doloroso. Mas devemos nos agarrar na esperança de que em algum momento estaremos na estação principal e com grande emoção os verei chegar.


Estarão provavelmente com uma bagagem que não possuíam quando embarcaram, e o que me deixará mais feliz será ter a certeza que de alguma forma eu colaborei para o seu crescimento.


Façamos com que nossa estada nesse trem seja tranquila, que tenha valido a pena e que quando chegar a hora do desembarque o nosso lugar vazio traga saudades e boas recordações por aqueles que prosseguirem a viagem.


Não nos esqueçamos de que o primor de tudo isso é que somos o maquinista desse trem e nos trilhos da vida optamos pelos caminhos a serem percorridos, e nesse percurso escolhido, várias estações diferentes farão parte das nossas paradas.


Lembrem-se de que nunca é tarde para mudar e tirar o peso que muitas vezes colocamos em nossos vagões desnecessariamente.

4 visualizações